José Augusto Mendes

Sargento-Mor de Artilharia “Cmd”, no ativo, prestou serviço no Regimento de Artilharia de Costa (RAC) de 1990 a 1996, sempre colocado no Comando em Oeiras. Neste período desempenhou funções de instrutor, em diversos Cursos de Formação e Promoção, participou em variados exercícios de fogos reais, quer como Chefe de Peça, quer a operar o Sistema de Radar KH-1007, em distintas Batarias de Artilharia de Costa. Apoiou a criação, frequentou e deu formação no 1º Curso, do Sistema de Simulação de Artilharia de Costa (SIMAC). Foi responsável pela integração do espólio representativo da Artilharia de Costa, no Salão Nobre do Regimento de Artilharia Antiaérea N.º1 (RAAA1), deste a data de criação deste. Em 2001 fez um levantamento e catalogação, de todo o material de Artilharia de Costa, existente nas Batarias e Comando do RAC, bem como nas instalações pertencentes ao RAAA1. Nesse mesmo ano organizou uma exposição, com o apoio do Comando do Regimento no quartel em Queluz, do material mais emblemático do RAC, com o objetivo de uma mostra pública, do valioso e único espólio deste ramo da Artilharia Portuguesa.   

Foi nomeado por Despacho de SExa. o Chefe do Estado-Maior do Exército, em 2002, como elemento integrante da Comissão Executiva para a Instalação do Museu de Artilharia de Costa na Parede (CEIMAC), onde continua afeto, tendo contribuído e apoiado a realização de diversas atividades, em defesa do património histórico-militar, técnico e cultural da Artilharia de Costa Portuguesa. Participou na criação da Associação dos Amigos da Artilharia de Costa Portuguesa (ARTCOSTA), tendo integrado a respetiva Comissão Instaladora.

 

 

<< Voltar à página anterior